Inquérito Pedagógico

ACESSO AOS RESULTADOS DO INQUÉRITO PEDAGÓGICO DA U.PORTO (IPUP) 2016-2017/ ACCESS TO THE RESULTS OF U.PORTO PEDAGOGICAL SURVEY (IPUP) 2016-2017

Acesso aos resultados por estudante/ Access to results by student:
Necessita de validação do estudante/Requires student validation: FAUP, FBAUP, FCUP, FCNAUP, FADEUP, FDUP, FEP, FEUP, FFUP, FLUP, FMUP, FMDUP, FPCEUP, ICBAS.

Acesso aos resultados por UO / Access to results by Faculty:
Necessita de validação do estudante ou docente/Requires student or teacher validation: FAUP, FBAUP, FCUP, FCNAUP, FADEUP, FDUP, FEP, FEUP, FFUP, FLUP, FMUP, FMDUP, FPCEUP, ICBAS.
(vídeo explicativo de como consultar os resultados / explanatory video on how to check results)

Os docentes podem aceder aos resultados das suas UC’s em: “Inquéritos Pedagógicos 2016” no menu “opções” da sua página pessoal no Sigarra.

Relatórios:

 

ACESSO AO INQUÉRITO PEDAGÓGICO DA U.PORTO (IPUP) A PREENCHER / ACCESS TO U.PORTO PEDAGOGICAL SURVEY (IPUP) TO BE COMPLETED.

Necessita de validação do estudante/Requires student validation: FAUP, FBAUP, FCUP, FCNAUPFADEUP, FDUP, FEP, FEUP, FFUP, FLUP, FMUP, FMDUP, FPCEUP, ICBAS.

Nota: os docentes podem aceder aos “Inquéritos Pedagógicos 2016” no menu “opções” da sua página pessoal no Sigarra

INTRODUÇÂO (English Version)

O Inquérito Pedagógico (IPUP) é um importante instrumento de melhoria contínua da qualidade do ensino na Universidade do Porto que é disponibilizado online semestralmente a todos os estudantes.

Por esta via, os estudantes colaboram ativa, direta e construtivamente para a melhoria do processo de ensino e aprendizagem da nossa Universidade. Garante-se o anonimato das respostas, sendo estas apenas objeto de tratamento de natureza estatística.

O processo de criação do IPUP foi iniciado em 2004 e desenvolvido ao longo de vários anos, com diversas adaptações resultantes da avaliação a sua aplicação, por uma equipa de Professores da FPCEUP (Marina Lemos, Cristina Queirós, Isabel Menezes, Pedro Lopes dos Santos e Pedro Teixeira), perseguindo três objetivos principais:

  • desenvolver uma bolsa diversificada de questões de avaliação que pudesse vir a ter uma utilização abrangente e adequada a diversos planos de estudo;
  • realizar o estudo aprofundado da dimensionalidade, da validade e da consistência interna do próprio inquérito enquanto instrumento de avaliação, colmatando a lacuna frequentemente detetada de inexistência de estudos de avaliação da qualidade dos próprios instrumentos;
  • construir um procedimento de avaliação que mobilize docentes e estudantes, considerando desejável envolver os mesmos no processo de conceção dos inquéritos e na análise dos seus resultados.

VERSÃO 2016/17 DO IPUP

Recentemente e após reflexão alargada na U.Porto (no âmbito do Conselho Coordenador do Modelo Educativo da Universidade do Porto (CCMEUP)), sobre o modelo aplicado do IPUP e os respetivos resultados, foi elaborada uma nova versão a iniciar no ano letivo 2016/17. Esta versão tem o suporte científico descrito no documento “Construção e Validação do Inquérito Pedagógico da Universidade do Porto”. A consulta do IPUP no seu formato digital é possível na opção “Inquérito Pedagógico UP” disponível no menu da página de estatísticas de preenchimento do IPUP, a que se pode aceder a partir das páginas da Unidade Curricular (UC), Docente e Ciclo de Estudos (CE).

Resumidamente, a atual versão do IPUP está organizada em 18 questões enquadradas em 9 dimensões:

  • alvo UC: “Apreciação e clareza” (2); “Avaliação” (1); “Dificuldade” (2) e “Efeitos da unidade curricular” (4);
  • alvo Estudante: “Envolvimento” (1);
  • alvo Docente: “Apoio à autonomia” (2); “Consistência e ajuda” (2); “Estrutura” (3) e “Relacionamento” (1).

Algumas notas importantes:

  • o IPUP só está disponível para UCs com pelo menos 10 estudantes;
  • as questões referentes aos Efeitos da Unidade Curricular obedecem aos indicadores de Dublin, sendo, por isso, diferenciadas para cada CE;
  • no caso da UCs não letivas, nomeadamente as dissertações, teses, projetos e estágios, são colocadas 5 questões (em vez das 8) para a avaliação da atividade docente. Os resultados destas questões são agregados para o conjunto de docentes da referida UC. Assim, não sendo nominais para cada docente, assegura-se o anonimato das respostas;
  • os estudantes têm em cada UC uma questão “Observações e comentários” de resposta aberta até 4000 carateres.

PREENCHIMENTO DO IPUP

No ano letivo 2016/17, foram definidos os seguintes períodos para a abertura do IPUP:

  • UCs com período letivo no 1º semestre: 15 de dezembro 2016 a 05 de março 2017;
  • UCs com período letivo no 2º semestre: 23 de maio a 15 de setembro 2017;
  • UCs sem período letivo: 15 de dezembro 2016 a 15 de setembro 2017.

Durante o período de preenchimento do IPUP, os estudantes, ao validarem-se no Sigarra, são redirecionados regularmente para a página do IPUP das UCs que frequentaram. Alternativamente, podem aceder diretamente a esta a partir da página pessoal. Após selecionarem a(s) UC(s) e docente(s) a responderem, classificam as diferentes questões colocadas numa escala de 1 a 7, em que “1” significa um nível muito baixo e “7” um nível muito elevado. Caso optem por não responder a alguma das UCs, são convidados a justificar sumariamente essa opção. Depois de submetidas, as respostas são armazenadas no sistema de informação de forma anónima.

RESULTADOS DO IPUP 

Terminado o período de preenchimento do IPUP, são geradas estatísticas globais, que ficam disponíveis para consulta no Sigarra. Os resultados sobre o alvo UC são acessíveis a todos os docentes e estudantes da U.Porto, sendo os resultados mais detalhados de cada UC acessíveis à respetiva equipa docente. Para além disso, os resultados de cada CE ficam reservados aos diferentes Órgãos de Gestão, nomeadamente Diretor da Unidade Orgânica (UO), Presidente do Conselho Científico, membros do Conselho Pedagógico, Diretores de Departamento, Comissões Científica e de Acompanhamento dos CE.

Os resultados do IPUP são um contributo importante para:

  • a participação dos estudantes na melhoria contínua da educação na U.Porto;
  • o reconhecimento e valorização do esforço dos docentes;
  • a análise do funcionamento dos CE pelas respetivas Comissões Científicas e de Acompanhamento (reflexão a ser integrada nos relatórios anuais);
  • a análise dos resultados globais pelo Conselho Pedagógico, cujo relatório final deverá ser público e passível de discussão/reflexão interna em cada UO;
  • o diagnóstico de situações que evidenciem, pela persistência e gravidade, resultados menos favoráveis e a consequente adoção de iniciativas visando ultrapassar essas debilidades.

Nota: Para informações mais detalhadas consulte o documento: “Construção e Validação do Inquérito Pedagógico da Universidade do Porto” – versão 2014 com anotações 2016.