UC InovPed

A Universidade do Porto abriu pela quarta vez um concurso de ideias para o apoio à criação e funcionamento das Unidades Curriculares InovPed.

Das propostas apresentadas foram aprovadas 5 UC InovPed que serão oferecidas, pela 1ª vez, no 1º semestre ou 2º semestre de 2021/22.

Observar – da Arte à Clínica
(sede administrativa da UC – FMUP)
O objetivo primeiro é consolidar a literacia visual: usar a arte para melhorar a capacidade de observação e o diagnóstico clínico.
Introduzindo os estudantes às estratégias de pensamento visual (visual thinking strategies) e através da observação de obras de arte e de imagens provenientes de casos clínicos reais, bem como recorrendo a grupos de discussão e a uma oficina de desenho, pretende-se desenvolver as capacidades de observação, descrição e análise dos estudantes, bem como capacitá-los para o pensamento crítico e trabalho em equipa.

Resultados de aprendizagem esperados:
Apreensão do processo metacognitivo da observação.
Prática da observação através da arte.
Melhoria das competências de observação, descrição verbal, análise e interpretação.
Desenvolvimento da capacidade de observação e diagnóstico clínicos.
Capacitação para a comunicação e trabalho em equipa.
Consolidação da resiliência e empatia.
Compreensão do conceito de viés pessoal e aprender a lidar com a incerteza em Saúde.


Saúde, Bem-estar e Arquitetura
(sede administrativa da UC – FMUP)
Os objetivos do curso são: 1.Explorar e discutir as implicações da qualidade dos espaços residenciais, de ensino e espaços públicos na saúde dos utilizadores; 2. Analisar casos de estudo sob a perspetiva de Saúde e Arquitetura, numa abordagem alicerçada na evidência científica e no contexto social, geográfico e cultural onde se inserem; 3. Discutir, de forma articulada, estratégias para melhorar a saúde e o bem-estar das populações através da conceção de espaços sustentáveis, eficientes e acessíveis; 4. Construir empatia pela participação das populações, para uma abordagem conciliatória na definição de estratégias para a melhoria das suas condições de vida.

Resultados de aprendizagem esperados:
Conhecer os principais determinantes ambientais e sociais da saúde;
Analisar e identificar as principais ameaças à salubridade e conforto dos locais onde se vive;
Identificar boas práticas na conceção de espaços de habitação, ensino e espaços públicos que contribuam para a saúde física e psicológica e o bem-estar dos seus residentes e utilizadores;
Promover discussões transdisciplinares sobre os perigos, boas práticas e potenciais soluções, a fim de melhor projetar e defender a construção de espaços saudáveis;
Integrar conceitos básicos de Saúde Pública e Arquitetura para uma melhor compreensão e defesa de espaços de vida mais saudáveis.


Cultura Digital – Espaço(s) de Habitar
(sede administrativa da UC – FAUP)
A UC proposta persegue um dos principais objetivos do InovPed que, no alargamento da oferta curricular da Universidade do Porto, aposta na interdisciplinaridade e transversalidade de diferentes áreas de conhecimento. Nesse contexto, a arquitetura, as artes, o design, a teoria dos media, a cibercultura, e as tecnologias digitais e computacionais contribuem conjuntamente para o desenvolvimento e consolidação de um tema transversal e emergente como a Cultura Digital.

Resultados de aprendizagem esperados:
A UC permitirá aos estudantes desenvolver conhecimentos abrangentes sobre a história, protagonistas, natureza, e impacto dos sistemas computacionais na sociedade e cultura. Paralelamente, assegura o desenvolvimento de conhecimentos sobre a teoria e a prática arquitetónica, artística e de design com sistemas computacionais.
Pretende ainda proporcionar a análise e reflexão sobre os impactos dos meios digitais de forma crítica e operativa.
Finalmente assegura o conhecimento e a valorização de diferentes interseções da Cultura Digital
provenientes de diferentes dimensões da atividade e do conhecimento humano.


Competências Transversais: SciTech-Desafios transversais em ciência e tecnologia
(sede administrativa da UC – FEUP)
As competências transversais (CT) (“soft skills”, “transversal competencies”, “transferable skills”) estão além do conhecimento disciplinar (de âmbito técnico-científico) ou seja, não se relacionando, especificamente, com a natureza técnica ou científica do campo de ciências exatas, tecnologia e engenharia dos programas curriculares (“hard skills”), mas sobretudo com uma variedade de competências de natureza transversal (“soft skills”) que realçam potenciam o desenvolvimento pessoal dos estudantes e das suas competências profissionais, quando transferíveis para o local de trabalho.

Resultados de aprendizagem esperados:
Nesta formação em CT procura-se que os estudantes adquiram competências no desenvolvimento de projetos de ciência e tecnologia, especificamente nas áreas de conceção de um protótipo, estudos de caso e argumentação de defesa de ideias, explorando as valências de trabalho em equipa, sua gestão e trabalhando as competências de comunicação.


Sustentabilidade em Saúde
(sede administrativa da UC – FEP)
A UC de Sustentabilidade em Saúde focará, de forma holística, a problemática dos processos relacionados com o correto funcionamento hospitalar e de outras unidades de saúde, tendo em conta a sustentabilidade a longo prazo do modelo do sistema de saúde. Tal implica a compreensão empresarial e económica dos custos e impacto ambiental de soluções de saúde não otimizadas, bem como a abordagem da saúde numa perspetiva preventiva através da adoção de estilos de vida promotores de saúde, contribuindo desta forma, para um modelo de saúde com redução de custos, melhoria da qualidade de vida e redução do impacto ambiental a longo prazo. Assim, esta UC torna-se transversal, focando-se numa temática atual e de relevo para um grande número de estudantes de diferentes UO da UP.

Resultados de aprendizagem esperados:
CONHECIMENTOS E COMPREENSÃO
1. No final do programa, os estudantes compreenderão os problemas de sustentabilidade ambiental e organizacional numa instituição de saúde.
2. No final do programa, os estudantes conhecerão as principais soluções para os problemas identificados, com base no trabalho de múltiplas empresas em saúde e na literatura; e conhecerão a regulamentação associada a problemas de sustentabilidade (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas).
COMPETÊNCIAS INTELECTUAIS
3. No final do programa, os estudantes terão pensamento crítico e reconhecerão a importância de estratégias preventivas em saúde, quer a nível populacional, quer a nível organizacional, bem como a sua sustentação médica e científica.
COMPETÊNCAS PRÁTICAS E TRANSFERÍVEIS
4. No final do programa, os estudantes saberão desenvolver um plano de ação de reestruturação sustentável de uma empresa de saúde.
ÉTICA E RESPONSABILIDADE
5. No final do programa, os estudantes evidenciarão pensamento estratégico, aplicando de forma sistemática princípios de sustentabilidade ambiental e organizacional, assim como raciocínio ético. 6. No final do programa, os estudantes compreenderão os problemas de sustentabilidade ambiental e organizacional numa instituição de saúde.


UC InovPed vencedoras em concursos anteriores e que já são oferta na U.Porto

3º edição2ª edição1ª edição
A comunidade como prática – um espaço transdisciplinar e colaborativo de intervenção
(sede administrativa da UC – FPCEUP)
O curso pretende, através de uma metodologia de aprendizagem em serviço, envolver estudantes de áreas disciplinares diversas em projetos para a resolução de problemas identificados em comunidades da cidade do Porto, usando estratégias transdisciplinares, colaborativas e criativas.

Resultados de aprendizagem esperados:
Conhecimentos sobre os procedimentos de construção de um projeto de serviço comunitário
Compreensão dos cuidados na entrada na comunidade
Reconhecimento das comunidades como lugares de “necessidades” e “recursos”
Avaliação crítica da informação disponível e sua utilização de forma criativa para produzir soluções transformadoras
Desenho e implementação de um projeto de serviço comunitário
Capacidades de expressão e de escuta ativa
Ser capaz de trabalhar em grupo de forma produtiva
Descrição, através de registos escritos, reflexivos e vívidos, do processo de intervenção
Aprofundamento do sentido de responsabilidade social

Link para a oferta da UC INOVPED


Biolaboratório – Projeto de Experimentação Multidisciplinar
(sede administrativa da UC – ICBAS)
A unidade de formação procura proporcionar, a estudantes oriundos de áreas diversas, oportunidade de envolvimento em projetos multidisciplinares que vão ao encontro de problemas atuais da biologia, procurando um enquadramento à luz do conhecimento atual, e dando resposta a questões científicas pertinentes alinhadas com desafios e preocupações societais.
A essência desta unidade de formação é a de promover ambientes multidisciplinares de aprendizagem que contribuam para fundir a aquisição de novos conhecimentos, o desenvolvimento de competências laboratoriais, e a experimentação enquanto resposta à resolução de problemas específicos.

Resultados de aprendizagem esperados:
Reconhecer a relevância das abordagens multidisciplinares na produção de conhecimento científico e no diálogo ciência-sociedade;
Desenvolver capacidades de diálogo e colaboração em equipa multidisciplinar;
Desenvolver a capacidade de conceber, planear e implementar um trabalho de projeto, promovendo o trabalho colaborativo que potencie a complementaridade de conhecimentos e competências;
Desenvolver (e/ou aprofundar) competências de trabalho laboratorial no contexto das ciências da vida e das questões em estudo;
Estimular as competências que promovam o projeto de grupo perante diferentes públicos, nomeadamente pelos seus pares, mas também outros agentes sociais.

Link para a oferta da UC INOVPED


Desenvolvimento de Competências Pessoais
(sede administrativa da UC – FPCEUP)
Esta UC tem como objetivo geral proporcionar uma formação transversal no domínio das competências pessoais (soft skills). Ao longo da UC os estudantes realizarão uma autoavaliação das habilidades e recursos e identificarão o treino de competências. No final desta UC os estudantes deverão ter desenvolvido/estimulado o seu auto-conhecimento e um conjunto de competências de interação e regulação pessoal.

Resultados de aprendizagem esperados:
Conhecimentos para a compreensão da importância do desenvolvimento contínuo de soft skills;
Auto-conhecimento sobre as habilidades, fragilidades e recursos pessoais;
Competências de comunicação interpessoal, trabalho colaborativo e gestão de conflitos;
Competências de pensamento crítico, reflexivo e criativo;
Competências relacionadas com a gestão de tempo e resolução de problemas;
Capacidade de reflexão sobre os seus projetos profissionais e competências pessoais a desenvolver no futuro, através da elaboração de um Plano de Desenvolvimento Pessoal e Profissional (PDPP).

Link para a oferta da UC INOVPED


Saúde Digital
(sede administrativa da UC – FFUP)
Durante formação serão favorecidas técnicas que estimulem autoaprendizagem, sendo os estudantes estimulados a efetuar pesquisa prévia sobre os temas a abordar nas aulas. Isto permitirá uma interação e discussão mais efetiva durante a aula. No sentido de estimular a aprendizagem serão apresentados exemplos de ferramentas, produtos ou serviços digitais que estejam já implementados, quer a nível nacional como internacional. Em algumas situações serão simulados em sala de aula a utilização de ferramentas digitais, colocando os estudantes tanto na posição de prestadores de cuidados, de cuidadores informais e de cidadão/doentes.

Resultados de aprendizagem esperados:
Conhecimentos para uma compreensão interdisciplinar e integrada do processo de envelhecimento humano nas diferentes dimensões;
Competências para a aplicação dos conhecimentos na resolução de problemas potenciadas pelas atuais tendências de envelhecimento demográfico através de soluções digitais;
Competências que lhe permita procurar, encontrar, compreender e avaliar informações de saúde a partir de fontes eletrónicas e aplicar os conhecimentos adquiridos para responder a questões e resolver problemas relacionados com a saúde do cidadão;
Competências que permitam o desenvolvimento de ferramentas de e Saúde eficazes, confiáveis e fáceis de usar;
Pensamento analítico, crítico, reflexivo e criativo,
Competências relacionadas com a gestão de tempo, capacidade de resolução de problemas, capacidade de decisão, estratégias de aprendizagem, capacidade de planeamento e competências digitais;
Comunicação interpessoal, trabalho colaborativo e gestão de conflitos e de negociação,
Competências de empreendedorismo e competências de inovação em saúde;
Literacia em saúde digital e uma atitude positiva face á tecnologia.

Link para a oferta da UC INOVPED

Sustentabilidade Da Produção E Do Consumo Alimentar

(sede administrativa da UC – FEUP)

Com a unidade curricular de Sustentabilidade da Produção e do Consumo Alimentar vais obter importantes competências para a avaliação da sustentabilidade ambiental ao longo de toda uma supply chain associada à produção e consumo alimentar. Nesta unidade curricular vais assumir um papel fundamental na atualização permanente de conhecimentos exigida pelo contínuo progresso científico e tecnológico e respetivas consequências no mundo do trabalho. Através de uma componente teórico-prática, de uma componente de orientação tutorial e de uma componente de trabalho autónomo vais conseguir ir ao encontro das novas competências requeridas pelos múltiplos agentes sociais e económicos.

Resultados de aprendizagem esperados:

Após conclusão com sucesso da u.c. de Sustentabilidade da Produção e Consumo Alimentar (SusPAC) os estudantes devem ser capazes de:

– Compreender as diferenças entre as várias fitotecnias (ex. horticultura herbácea, fruticultura viticultura, culturas arvenses, forragens e pastagens);
– Conhecer as diferentes tecnologias de produção: intensivo vs extensivo; solo vs hidroponia; ar livre vs. culturas protegidas;
– Distinguir os diferentes modos de produção: biológico, integrado e convencional;
– Perceber as bases associadas à da produção sustentável de alimentos de qualidade;
– Identificar os desafios, tendências e oportunidades colocadas à produção primária;
– Explicar os conceitos básicos associados aos modos correntes de produção de alimentos, aos padrões atuais de consumo e de desperdício de alimentos;
– Conhecer e descrever as metodologias de avaliação do consumo alimentar e as fontes de informação existentes;
– Identificar as metodologias de quantificação do desperdício alimentar, a sua aplicabilidade e limitações
– Descrever e aplicar as metodologias usadas na avaliação da sustentabilidade ambiental;
– Conhecer e descrever os processos de valorização dos resíduos sólidos urbanos na região do grande Porto;
– Avaliar e discutir a sustentabilidade ambiental de processos de produção alimentar usando uma metodologia de base quantitativa;
– Descrever as fases do ciclo de vida dos alimentos e identificar os tipos de impactes ambientais dos processos de produção e consumo alimentar focando o ciclo de vida dos alimentos (desde a produção até ao consumo);
– Analisar criticamente publicações científicas que apresentem posições distintas sobre a sustentabilidade associada à produção e consumo alimentar. Demonstrar essa capacidade crítica na elaboração do trabalho prático de grupo.

Link para a oferta da UC INOVPED


Comunicação de Ciência para Audiências não Especializada

(sede administrativa da UC – FEUP)

Esta Unidade Curricular pretende ajudar os estudantes a adquirem/desenvolverem competências que permitam articular a sua investigação num discurso convincente e acessível para um público não-científico. Visa que os estudantes possam:
– Compreender de forma interdisciplinar as técnicas de comunicação científica
– Estabelecer dinâmicas de confiança entre cientistas/engenheiros e o público em geral
– Instituir estratégias de comunicação de ciência efetivas
– Influenciar comportamentos individuais e coletivos de forma consciente
– Definir políticas de ciência
– Estabelecer diálogos acessíveis em temas críticos científico-sociais com um público não especialista
– Motivar os estudantes à comunicação da ciência nas suas várias vertentes a públicos não-científicos
– Identificar e caracterizar públicos alvo e modelos usados em iniciativas de comunicação científica

Resultados de aprendizagem esperados:

A UC centra-se num programa de desenvolvimento de competências para cientistas interessados em divulgação pública e comunicação de ciência. Um dos objetivos é construir uma relação de confiança com o público geral. Potenciar a capacidade de empolgar os outros com o que a ciência é capaz. Criar vias abertas de comunicação para temas potencialmente complexos e inibidores. Dar um significado palpável ao trabalho não convencional dos cientistas.

Link para a oferta da UC INOVPED


Laboratório Aberto de Experimentação Interdisciplinar 

(sede administrativa da UC – FLUP)

Com a unidade curricular de Laboratório Aberto de Experimentação Interdisciplinar vais adquirir competências básicas na criação de experiências digitais inovadoras e vais conseguir identificar o valor acrescentado na criação de uma experiência digital inovadora. Através de exposição teórica e de um exercício de experimentação no domínio da produção de conteúdos digitais ou tecnologias para conteúdos digitais inovadores, da criatividade e de gestão de projetos vais conseguir partilhar e concretizar os conceitos e conteúdos apreendidos também da tua área científica de origem.

Resultados de aprendizagem esperados:

 Pretende-se que os estudantes:

– saibam planear, implementar e validar uma parte de uma experiência digital inovadora;
– saibam identificar a sua contribuição disciplinar dentro de um projeto de elevadas dimensões na área da produção de experiências digitais por exemplo na área cultural;
– adquiram competências básicas no domínio criação de ferramentas e/ou produção de experiências digitais inovadoras;
– identifiquem o valor acrescentado na criação de uma experiência digital inovadora.

Link para a oferta da UC INOVPED


Desporto e Alimentação Saudável – Créditos em movimento

(sede administrativa da UC – FADEUP)

Na unidade curricular de Desporto e Alimentação Saudável vais conseguir obter um enorme benefício para o teu bem-estar através de um programa de atividade física individual. Nesta unidade curricular vais conseguir reconhecer a importância da alimentação como parte integrante da tua saúde, da prevenção de lesões e do rendimento desportivo. Vais também conseguir diminuir comportamentos de risco e desenvolver hábitos de prática desportiva assentes em princípios sustentáveis. Através da participação em atividades desportivas do programa de Desporto da U.Porto e de conteúdos teóricos vais conseguir adquirir hábitos e estilos de vida mais saudáveis.

Resultados de aprendizagem esperados:

O programa letivo desta UC permitirá ao estudante ter capacidade de:

– Realizar escolhas conscientes acerca do tipo de atividades desportivas a praticar e dos impactos que estas terão na sua saúde;
– Efetuar escolhas acertadas na sua alimentação numa perspetiva de saúde e bem-estar;
– Identificar sinais de alerta do organismo no que diz respeito à inatividade física;
– Reconhecer a importância da alimentação como parte integrante da saúde do estudante, da prevenção de lesões e do rendimento desportivo.
Deverão ainda ter conseguido:
– Aumentar os seus os índices de atividade física diária;
– Alterar os seus comportamentos diários tornando-se mais ativos e, por conseguinte, diminuído o risco do surgimento de várias doenças associadas ao sedentarismo;
– Diminuir comportamentos de riscos;
– Desenvolver hábitos de prática desportiva assentes em princípios sustentáveis.

Link para a oferta da UC INOVPED

Economia Circular 

(sede administrativa da UC – FEUP)

Com a unidade curricular de Economia Circular vais obter um claro conhecimento do modelo concetual e legal desta temática, de modelos estratégicos aplicados em contextos locais e integrados, do papel da tecnologia e inovação e de casos reais interdisciplinares. Através de ferramentas pedagógicas diversas, incluíndo atividades de grupo, gamificatione-learning e visitas técnicas variadas, esta unidade curricular vai permitir que obtenhas um conjunto de competências e aptidões sobre as novas relações de produção, distribuição e consumo. A inovação de processos, produtos e materiais e a correspondente transformação socioeconómica serão áreas aqui abordadas que permitirão estruturar novos modelos de negócio com recurso a relações integradas e reestruturação dos processos produtivos, bem como a produção e utilização de produtos.

Resultados de aprendizagem esperados:

O programa letivo e pedagógico permitirá ao estudante:

  • Revisitar os modelos lineares atuais de gestão e revê-los à luz da nova ótica organizacional e estratégica imposta pela economia circular;
  • Repensar os processos produtivos e a produção e utilização de produtos;
  • Identificar oportunidades de melhoria nos atuais processos e produtos e de criação de novos negócios;
  • Desenvolver e influenciar novas relações de produção, distribuição e consumo;
  • Promover, por meio da inovação de processos, produtos e materiais, uma substancial transformação socioeconómica;
  • Estruturar novos modelos de negócio com recurso a relações integradas tais como a simbiose industrial (ex. resíduos como recursos).

Link para a oferta da UC INOVPED


Culturas na Produção de Conhecimento em Ciência 

(sede administrativa da UC – ICBAS)

Na unidade curricular de Culturas na Produção de Conhecimento em Ciência vais obter uma melhor perceção da dinâmica da ciência, bem como uma melhor consciencialização acerca da importância de diálogos entre diferentes disciplinas. Através de várias tarefas que terás de desenvolver, os resultados obtidos serão potencialmente considerados, para contribuição adicional da tua autoria em plataforma digital online aberta, sobre produção de conhecimento em ciência. Nesta unidade curricular também irás obter um conjunto de competências que permitirão atingir um conhecimento mais integrado e aprofundado de aspetos da dinâmica da ciência e da sua história, bem como possibilitar a identificação de aspetos instrumentais de uma área científica. Aspetos estes que conseguirás traduzir em estratégias metodológicas noutras áreas científicas.

Resultados de aprendizagem esperados:

A unidade de formação explora aspetos dinâmicos da produção de conhecimento em ciência a partir de narrativas disciplinares cruzadas. Procura empreender uma reflexão sobre esse processo, dando expressão à ideia de que esta é parte relevante em diferentes vertentes da ciência: na própria atividade de investigação, na formação científica e ainda na promoção de uma cultura científica. Como resultado, espera-se:

– capacidade acrescida para o diálogo entre áreas de especialização científica;
– capacidade acrescida de situar um dado conhecimento científico no campo mais vasto da ciência e da cultura científica;
– capacidade para identificar aspetos instrumentais de uma área científica e traduzi-los em estratégias metodológicas noutras áreas científicas;
– conhecimento mais integrado e aprofundado de aspetos da dinâmica da ciência e da sua história;
– alargamento do repertório de ideias que possibilitam questionar em ciência.

Link para a oferta da UC INOVPED


Património e Paisagem. Gestão, Análise e Projeto

(sede administrativa da UC – FAUP)

A unidade curricular Património e Paisagem. Gestão, Análise e Projeto irá permitir que desenvolvas competências de trabalho interdisciplinar, entre arquitetura, história de arte, arquitetura paisagista e engenharia civil e, com isto, construir um pensamento crítico sobre as temáticas abordadas. Através de várias atividades, como o trabalho de campo, a participação em seminário ou mesmo a elaboração de exposições, poderás obter um conjunto de conhecimentos sobre estratégias de reabilitação, conservação, restauro e manutenção, bem como reconhecer e aplicar modelos de gestão do património. Serás, nesta unidade curricular, capacitado para a exploração de ferramentas como planos de gestão, análise de risco e planos de manutenção e ainda irás adquirir conhecimentos sobre metodologias e práticas de intervenção no construído e na paisagem.

Resultados de aprendizagem esperados:

Património e paisagem são hoje temáticas indissociáveis e centrais na sociedade contemporânea como suporte identitário e fator de desenvolvimento sociocultural e territorial sustentável. Deste modo, esta unidade de formação permite ao estudante desenvolver competências de trabalho interdisciplinar – entre Arquitetura, História de Arte, Arquitetura Paisagista e Engenharia Civil -, fundamentais para uma prática contemporânea de intervenção no construído e na paisagem.

Salientam-se os seguintes resultados de aprendizagem:

-Adquirir conhecimentos sobre teorias, metodologias e práticas de intervenção no construído e na paisagem;
-Desenvolver metodologias de análise e de projeto, assim como obter conhecimentos sobre estratégias de reabilitação, conservação, restauro e manutenção.
-Capacitar o estudante para reconhecer e aplicar abordagens e modelos de gestão do património, assim como planear e intervir no domínio da gestão integrada (análise de risco, planos de gestão e planos de manutenção).
– Explorar novas ferramentas, tecnologias e práticas pedagógicas (vídeo, fotografia, ferramentas de desenho, análise de risco, exposição virtual).
-Construir um pensamento crítico sobre as temáticas abordadas.
-Desenvolver competências de comunicação para difundir e fomentar o conhecimento do património e da paisagem no âmbito educativo, profissional e social.
-Desenvolver capacidades teóricas e práticas para a prossecução dos estudos a nível pós-graduado e futura integração profissional.

Link para a oferta da UC INOVPED


Educação Artística, Tecnologia e Sociedade

(sede administrativa da UC – FEUP) 

Com a unidade curricular de Educação Artística, Tecnologia e Sociedade vais conseguir obter uma visão mais completa e complexa da relação entre educação, tecnologia e aprendizagem. Através da definição e aplicação de processos de produção audiovisual, desenvolvimento de software, ferramentas de desenvolvimento e produção em equipa irás conseguir refletir criticamente sobre as complexas relações entre a tecnologia e a educação artística. Nesta unidade curricular vais também conhecer diferentes compreensões do que são comunidades e até ser capaz de utilizar criticamente as dinâmicas de participação na promoção de mudança comunitária e transformação social.

Resultados de aprendizagem esperados:

No final da UC os estudantes deverão ter adquirido as seguintes competências:

– Conhecer ao nível geral os diferentes campos epistemológicos que envolvem o ensino tecnológico e à distância na educação artística.
– Construção de uma visão mais completa e complexa da relação entre educação, tecnologia e aprendizagem.
– Conhecer diferentes compreensões do que são comunidades e das tensões que lhes são subjacentes e ser capaz de utilizar criticamente dinâmicas de participação na promoção de mudança comunitária e transformação social.
– Capacidade de refletir criticamente sobre as complexas relações entre a tecnologia e a educação artística.
– Saber identificar problemas e necessidades numa comunidade educativa.
– Capacidade de definir e aplicar um processo de produção audiovisual e desenvolvimento de software, utilizando práticas ágeis, ferramentas de desenvolvimento e produção em equipa.

Link para a oferta da UC INOVPED


Representações, Desenhos e Imagens do Território

(sede administrativa da UC – FBAUP) 

Na unidade curricular de Representações, Desenhos e Imagens do Território vais poder explorar as estratégias comuns de pensamento e método, de comunicação e expressão que a arte, a ciência e a técnica podem partilhar. Através do desenvolvimento de um projeto de representação e expressão gráfica de um território e de contribuições de oradores convidados vais conseguir, entre vários aspetos, conhecer e valorizar diferentes representações do território provenientes de diferentes dimensões da atividade e do conhecimento humanos. Nesta unidade curricular irás obter um conjunto de aptidões que permitirão dominar a dimensão da escala do território e mesmo operacionalizar estratégias de identificação dos tipos de desvios resultantes do confronto entre realidade e representação.

Resultados de aprendizagem esperados:

Na UC Representações, Desenhos e Imagens do Território os Estudantes deverão centrar-se no desenvolvimento de duas tarefas:

– desenvolver um projeto de representação e expressão gráfica de um território, projeto esse que consiga abordar de modo integrado e sob uma perspetiva culturalista as áreas científica, artística e tecnológica, revelando o Desenho como a área transversal do saber promotora dessas conexões;
– inscrever, no projeto a desenvolver, contribuições de oradores convidados a abordar representações do território a partir do seu próprio prisma de atividade.

Pela a execução destas duas tarefas os Estudantes conseguirão alcançar os objetivos da UC:

– identificar e valorizar o campo comum às três áreas de saber envolvidas, numa perspetiva culturalista e mediadas maioritariamente pelo Desenho;
– conhecer a morfologia de diferentes territórios a partir de diferentes representações e pelas práticas do Desenho, valorizando a relação do corpo com a forma e o espaço, com lastro em Alberto Carneiro;
– refletir a posição do corpo no território, quer em registos a produzir, quer em representações lidas, atendendo aos contextos percetivos próprios dessas representações;
– articular frutuosamente a relação entre diferentes tipologias de registos gráficos, como método, mas também como processo de aprendizagem per si. Será através do cumprimento de duas tarefas essenciais, definidas pelos objetivos gerais listados, que os Estudantes poderão alcançar as competências e conhecimentos a que a UC se propõe facultar.

Ou seja, no final do período letivo, os Estudantes terão adquirido dos seguintes conhecimentos e as seguintes competências:

– conhecer e valorizar diferentes representações do território provenientes de diferentes dimensões da atividade e do conhecimento humanos;
– ler e interpretar diferentes representações de territórios e lugares – sem esquecer que esse ato é ele próprio uma representação – privilegiando o Desenho como mediador;
– reconhecer e descrever lugares e territórios a diferentes escalas e em diferentes tempos, utilizando vários modos do Desenho;
– dominar a dimensão da escala do território, na sua estreita relação com diferentes modos de abordar as suas perceção e representação gráfica, ao longo de intervalos de tempo selecionados.
– construir e operacionalizar estratégias de identificação e controlo dos diferentes tipos de desvios resultantes do confronto entre realidade e representação.

Link para a oferta da UC INOVPED